Herpes – O Que É?

O herpes é uma infecção viral comum que provoca o herpes labial e herpes genital. O herpes labial provoca ulcerações herpéticas e bolhas na boca. O herpes genital provoca úlceras genitais ou feridas nos membros inferiores.

Existem vários tipos de herpes:

  • Herpes labial ou herpes oral
  • Herpes genital
  • Herpes zoster

Aqui você vai encontrar tudo sobre os tratamento do herpes labial, tratamento do herpes genital e sobre os vários tratamentos preventivos e naturais que ajudam a evitar os surtos da doença.

A infecção por herpes simplex (HSV) tem afligido historicamente a humanidade. As primeiras referências datam do século 5 a.C.  As infecções genitais por HSV foram descritas detalhadamente pela primeira vez no século XVIII.

O vírus do herpes simplex requer um ambiente úmido para a sobrevivência. O herpes labial e genital é transmitido através do contacto físico com um portador do vírus. O contacto físico inclui boca a boca no caso do herpes labial e contacto sexual no caso do herpes genital e labial.

Existem dois vírus herpes simplex:

  • Herpes Simplex Tipo 1 (HSV-1) – Responsável pela maioria dos casos de herpes labial
  • Herpes Simplex Tipo 2 (HSV-2) – Responsável pela maioria dos casos de herpes genital

Estes vírus parecem idênticos sob o microscópio, e qualquer tipo pode infectar a cavidade oral ou os genitais. Mais comumente, no entanto, o HSV-1 ocorre na cavidade oral, e o HSV-2 na região genital.

Resposta Imunitária Contra o Herpes

O sistema de defesa do corpo humano é chamado de sistema imunitário ou imunológico. Sempre que o herpes ataca o sistema imunitário, o corpo luta contra essa ameaça. Já que a batalha se torna mais intensa, existem perdas, tanto pelo vírus do herpes como pelo sistema imunitário.

Isso faz com que o corpo seja menos eficaz no combate de outros vírus que podem estar atacando o corpo nessa momento. Por essas mesmas razões, o paciente com herpes deve tentar manter o vírus sob controle em todos os momentos.

Alguns Fatos Sobre o Herpes Genital e Labial

  • Estima-se que cerca de 50% a 80% da população está afetada pelo herpes. Pelo menos um em cada cinco adultos nos Estados Unidos tem herpes genital, ou seja, 20% da população.
  • Pelo menos um em cada quatro garotas americanas adolescentes entre 14-19 anos de idade tem uma doença sexualmente transmissível, sugere um estudo do CDC que assustou alguns especialistas de saúde do adolescente. 2% têm herpes.
  • No estudo acima referido, apenas metade dos adolescentes admitiram terem relações sexuais ativas. Alguns adolescentes definiram a penetração sexual como a única relação sexual, não incluindo outros tipos de comportamento íntimo como o sexo oral, que também pode transmitir doenças, incluindo o herpes oral e genital. 40% dos adolescentes que admitiram ter feito sexo, tinham uma DST!
  • Dê a si mesmo condições para limitar as recorrências herpéticas mantendo uma boa saúde geral, adicionando lisina na sua dieta, e não se estressando.
  • Tome cuidado com a área afetada pela infecção herpética. Mantenha a área limpa e seca durante os surtos herpéticos para ajudar na remissão da lesão.
  • Evite o contato físico com a área desde os primeiros sintomas (formigamento, coceira, queimação) até que todas as feridas estejam completamente curadas, e não apenas cicatrizadas. Esteja ciente de possíveis derramamentos ou da transmissão assintomática, mesmo depois das feridas estarem curadas.
  • Use camisinha! Quando usado corretamente, os preservativos de látex ajudam a reduzir a transmissão do herpes.
  • Evite a autoinfecção para outras áreas do seu corpo com uma boa higiene pessoal. Lave as mãos com água e sabão se você tocar em uma ferida. Melhor ainda, não toque as feridas.
  • Para os futuros pais: se a mãe ou o pai têm herpes genital, ou qualquer um dos parceiros sexuais anteriores dos pais tem herpes genital, informe o seu médico sobre isso.
  • É possível obter herpes genital do herpes labial.
  • Para as mulheres com herpes genital: não ignore o seu exame de Papanicolau anual.
  • Para muitos, o diagnóstico de herpes pode significar um momento de confusão, raiva, medo e frustração. Parece que não há nenhum lugar para procurar ajuda. O melhor a fazer é se informar sobre o assunto e apostar na prevenção de futuros surtos da doença.
  • Aumente a ingestão de L- Lisina e diminua a quantidade de arginina em sua dieta.
  • O herpes pode desempenhar um papel importante na propagação de HIV, o vírus que causa a AIDS, podendo tornar as pessoas mais suscetíveis à infecção pelo HIV, e isso pode tornar os indivíduos infectados pelo HIV mais infecciosos.
  • Outras doenças como o panarício herpético, herpes do gladiador, herpes ocular (ceratite), infecção cerebral herpética, meningite Mollaret, herpes neonatal e, possivelmente, a paralisia de Bell são causadas pelo vírus herpes simplex.

Para saber mais informações sobre os tratamentos e a prevenção dos vários tipos de herpes, como o herpes labial, herpes genital e herpes zoster. O herpes não tem cura por isso o melhor a fazer é aprender a controlar o vírus com uma combinação de alimentação e hábitos de vida propícios a um sistema imunitário forte.

Comentários

  1. N.T.S diz

    Quando estou no período menstrual aparecem umas bolhinha na minhas partes íntimas que coçam. Pode ser herpes genital?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>